Navegue Enquete

Última Atualização do site:

11/12/2018 23:27:32

NOSSA CIDADE / História
 
História do Município de Rio Bom
   
Início do desbravamento do hoje município de Rio Bom, em 1960
Fotografia panorâmica (1960)
Relevo, vendo-se o uso da terra e reservas de mata (1960)
Uma das primeiras residências do município. Um dos prédios antigos que quase não sofreu alteração com o tempo
Primeira igreja católica do município
Igreja Católica Matriz
Vista aérea do município, registrada em 2017

O município de Rio Bom começou a viver, de fato, a sua história a partir de 1945, quando a colonizadora “Rio Bom” iniciou a organização do patrimônio, com o desbravamento e a abertura de estradas. O fato promoveu a vinda de pessoas interessadas em comprar datas e terras na localidade. Aos poucos, foi se formando um povoado com migrantes mineiros, paulistas e gaúchos, além de famílias de origem portuguesa, espanhola, italiana, entre outras nacionalidades.

 

As famílias Pântano, Schellworth e Andrade foram umas das primeiras a se instalarem em Rio Bom, quando então começam a surgir as primeiras casas e estabelecimentos. Após esse período de desbravamento, outras famílias importantes migraram para o território, como, Deziró, Rech, Almeida e Rankel.

 

Para se tornar município, o território passou por altos e baixos. Em 1948, o território foi elevado à categoria de Distrito Judiciário do município de Apucarana, pela Lei Estadual nº 2 de 11 de outubro de 1947. Já em 1951, foi criado o município de Rio Bom, pela Lei Estadual nº 790. No dia 13 de junho de 1953, foi proposta a mudança da sede do município para Catugí, região onde hoje se encontra o município de Borrazópolis. No mesmo ano, Rio Bom chegou a pertencer à Araruva, hoje Marilândia do Sul. Após diversas divergências, Rio Bom foi desmembrado do município de Marilândia do Sul e, novamente, elevado à categoria de município em 28 de abril de 1964, pela Lei Estadual nº 4859, no artigo 4º. A sua emancipação política se deu no dia13 de dezembro de 1964.

 

O município chegou a ter 12.000 habitantes, mas, a “geada negra” de 1975, que atingiu as lavouras de café de toda a região norte do Paraná, obrigou muitas famílias a migrarem para regiões mais rentáveis, como São José dos Campos, região das grandes indústrias do país.

 

De acordo com o IBGE, o município de Rio Bom tem hoje 3.337 habitantes. Está localizado na micro região oito de planejamento Amuvi. Limita-se com os municípios de Apucarana, Marilândia do Sul, Faxinal, Novo Itacolomi e Borrazópolis.

 

A economia do município de Rio Bom baseia-se no setor primário: agricultura e pecuária. O município conta com algumas indústrias, a maioria de pequeno porte, sendo elas: indústria de móveis e de madeiras, in indústria de beneficiamento e indústria de vestuário. As atividades comerciais são exercidas através de pequenas lojas, bares, mercearias entre outros.

 

 

Texto adaptado da Heráldica do município de Rio Bom, Paraná, de Reynaldo Valascki

Adaptação: Fabrício Evaristo, técnico em comunicação da Prefeitura Municipal de Rio Bom

 

 

Outras fontes:

Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE)  

 

24 de abril de 2018.

 
 Galeria de Fotos
Início do desbravamento do hoje município de Rio Bom, em 1960 Fotografia panorâmica (1960) Relevo, vendo-se o uso da terra e reservas de mata  (1960) Uma das primeiras residências do município. Um dos prédios antigos que quase não sofreu alteração com o tempo Primeira igreja católica do município Igreja Católica Matriz Vista aérea do município, registrada em 2017
 
 Outros Artigos
» Símbolos do Município
» Câmara
» Resultados das Eleições Municipais Rio Bom - Fonte TRE-PR
» Dicas de Saúde

Horário de Atendimento: 8:30 ás 11:30 - 13:00 ás 17:00

  Ingá Informática e Comunicação